REPRESENTAÇÃOEUROPEIA 

 

Federação dos Industriais de Arroz Europeus

A ANIA é fundadora da FERM, Federação dos Industriais de Arroz Europeus, cujo lançamento formal se efectou a 19 de Junho de 2002,em Bruxelas. O presidente da ANIA, Professor Ernesto Morgado, é também presidente desta estrutura europeia, tendo como vice-presidente o Sr.Peter Allart, Director Executivo da Van Sillevoldt-Rijst BV, uma empresa de arroz a operar na Holanda. O secretário geral é o Sr.Michael Bellingham.

A FERM substitui a estrutura precedente, a UARCE (União das Associaçõesdos Industriais de Arroz da EU), a qual era constituída por associações de industriais de arroz do norte e do sul da Europa.

A indústria do arroz está prestes a enfrentar enormes desafios e existe presentemente um reconhecimento geral que estes afectarão todos os industriais da Europa nos próximos anos. Este quadro, em conjunto com processos de fusões e aquisições, bem como de racionalização e modernização, que decorreram neste sector industrial durante a última década, significa que a representação do sector dividida entre norte e sul já não tem qualquer significado estratégico.

Além disso, são enormes os desafios à sobrevivência do sector do arroz, decorrentes da reforma da organização comum do arroz (OCM), do regime das negociações agrícolas da OMC - Organização Mundial do Comércio, do alargamentos da UE aos doze países do Leste da Europa (PECOS) e ao acordo "Tudo Menos Armas" com os Países Menos Avançados (PMA). O último, em particular, ameaça a sobrevivência não só da indústria, mas também da produção orizícola em toda a Europa. A partir de 2009 teremos a eliminação total de direitos de todos os tipos de arroz procedentes dos PMA que inundarão por completo o mercado Europeu, a menos que o arroz europeu seja então competitivo. Se não for, isto significa que cada tonelada de arroz produzida na Europa irá directamente para a intervenção comportando custos elevadíssimos. É ncesessário que a Comissão Europeia tome medidas o mais cedo possível, de maneira a reduzir drasticamente o preço do arroz no mercado da UE.

A nova estrutura melhor e mais adequada para a nova organização assenta num modelo baseado em empresas, sendo as associações nacionais apenas membros nos casos em que se julgue apropriado. Isto permitiráà FERM reagir de imediato aos acontecimentos, bem como ser mais eficiente na representação dos pontos de vista de toda a Indústria Europeia. O seu presidente, ErnestoMorgado, confia que esta nova entidade possui a estrutura, a capacidade e a vontade, para desempenhar um papel preponderante na sobrevivência futura e na prosperidade do sector de arroz da Europa.

A FERM representa os interesses dos industriais de arroz na Europa - os seus membros são uma mistura de empresas e associações nacionais. Existem neste momento 24 membros, incluindo 19 empresas que representam 9 países (Bélgica, França, Alemanha, Grécia,Holanda, Itália, Portugal, Espanha e o Reino Unido) e 5 associações nacionais: França, Alemanha, Itália, Portugal e Espanha. Estima-se que a FERM represente mais de 90% da capacidade de produção industrial de arroz da Europa.

DESTAQUE:

O futuro da fileira do arroz europeu nas negociações da ronda de Doha da OMC

Análise Económica do mercado do arroz em Setembro de 2007

Para mais informaçõescontacte:



Michael Bellingham
Telefone +32 (0) 2 736 5354
Telemóvel: +32 (0) 478 624547
Fax: +32 (0)2 732 3427
E-mail: ferm@ferm-eu.org

Pode ainda ver um documento utilizado no seu lançamento a 19 de Junho de 2002.

 


,